Como pesquisar o Espiritismo?
2017-12-20 20:34:23

Paulo Henrique de Figueiredo

A recuperação das ideias originais da obra de Allan Kardec é uma urgência. Muitas dos conceitos fundamentais, e até mesmo os fatos históricos, foram deturpados por obras ingênuas ou mal intencionadas.

Um exemplo interessante está no fato de o professor Rivail ter nascido em Lyon, na França. Está indicado em sua certidão de nascimento. Todavia, examinando esse fato, e não se encontrando mais indicações sobre sua infância, a casa onde morou e outros detalhes, alguns escritores fizeram uso de sua própria imaginação, contando como passeava por essa cidade, e morava com os pais. O detalhe está em que nunca Kardec morou nessa cidade! SUa infância foi em Bourg-en-Bresse, e na aldeia de Saint-Denis-le-Bourg, as duas no departamento de Ain, como noticiamos com detalhes emRevolução Espírita – a teoria esquecida de Allan Kardec.

Para não cair em erros grosseiros como esse, alguns cuidados são interessantes.

A dúvida é sempre adequada na pesquisa, enquanto a afirmação definitiva paralisa. em lugar de dizer “não há documentos”, melhor: “ainda não se encontrou documentos”. Não se pode fazer uma afirmação definitiva, pois podemos estar se acesso a um documento futuramente que esclareça a questão. Melhor omitir uma informação insegura do que criar uma falsa comunicação que poderá se transformar como um infeliz boato.

Quem vai estudar o passado com resposta pronta em sua mente encontrará o que quer encontrar somente. Ou o que “pensa” que sabe, e deixa de conhecer o que ignora.

A beleza dessa atividade está exatamente em encontrar o inesperado, o inusitado, o impensado, sem deixar de ser “realidade”. Por isso, paciência, persistência e dedicação.

Que tal pensar nisso: O verdadeiro entendimento amplia as dúvidas, as respostas apenas indicam caminhos.

http://revolucaoespirita.com.br/

(Paulo Henrique de Figueiredo)





 Publicado em: 2017-12-20 por admin, última modificação em: 2017-12-21 por admin